VATICANO

VATICANO

CNBB

REGIÃO NORTE 3

Dom Romualdo Matias preside Solenidade de Pentecoste em Gurupi na Matriz de Santo Antônio.

Nesse último domingo (20), às 09h, Bispo Dom Romualdo Matias presidiu a Solenidade de Pentecoste em Gurupi na Matriz de Santo Antônio, na mesma celebração, houve dois momentos especiais: O Sacramento da Crisma para 30 jovens e a investidura de 40 novos Ministros Extraordinários da Eucaristia. Na homilia, Dom Matias destacou a presença do Espírito Santo na vida da Igreja: “O Paráclito sempre acompanhou as atividades dos discípulos, dando força, sabedoria e dinamismo”.  Sobre a Crisma o Bispo deixou uma mensagem de esperança: “Não tenha medo de remar contra a maré, sendo testemunhas autênticas do Evangelho”. E finalizou pedindo aos ministros extraordinários da Eucaristia, que se dedicasse ao serviço da Igreja, pobres e dos doentes: “Vocês precisam atuarem nas pastorais, grupos e movimentos da Igreja, se dedicando de modo especial às outras de caridade”. Exortou. Durante o rito o Pároco, Pe. Eldinei Carneiro deu testemunho dos crismandos e dos ministros, confirmando que estavam aptos para receberem o sacramento e a investidura.

O Vigário Paroquial, Pe. Vilmário também concelebrou a missa. A missa foi conduzida num clima de alegria, participação e emoção nos ritos e sinais conferidos. A Igreja estava lotada com a presença de amigos, familiares e paroquianos.

O que é Pentecostes?

 Pentecostes é uma celebração religiosa cristã que comemora a descida do Espírito Santo sobre os apóstolos de Jesus Cristo, cinquenta dias depois da Páscoa. Atualmente, o Pentecostes é comemorado principalmente pela igreja católica e ortodoxa, no entanto, ambas celebram em datas diferentes. Por norma, o Pentecostes é celebrado 50 dias depois do domingo de Páscoa, data instituída como a da ressurreição de Jesus Cristo. Para os cristãos, o Pentecostes é uma das datas mais importantes do Calendário Litúrgico, juntamente com a Páscoa e o Natal. O termo “Pentecostes” se originou a partir do grego pentēkostḗ, que significa “quinquagésimo”, em referência aos 50 dias que se sucedem depois da Páscoa.

O Catecismo da Igreja Católica diz que: “No dia de Pentecostes (no termo das sete semanas pascais), a Páscoa de Cristo completou-se com a efusão do Espírito Santo, que se manifestou, se deu e se comunicou como Pessoa divina: da Sua plenitude, Cristo Senhor derrama em profusão o Espírito” (CIC, n. 731).

Fonte:http://matrizdesantoantonio.com.br/site/?p=1782

 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER