VATICANO

VATICANO

CNBB

REGIÃO NORTE 3

A estátua de Maria foi milagrosamente concluida!

No século XI, um certo Guerlenc, Conde de Corbeil (bassin parisien, França) tinha tentado se apossar dos bens da abadia: porém, ele ficou gravemente enfermo, e tendo pedido um milagre de cura, foi atendido. Resolveu se converter e encomendou uma estátua de madeira da Virgem Maria, ao escultor Rumolde.

No dia 10 de julho de 1068, quando talhava a estátua, o escultor ouviu o seu nome, de uma voz que vinha de fora. Ele deixou o ateliê, mas procurou, procurou e não viu ninguém. Retornando ao ateliê, encontrou a estátua concluída! Inicialmente chamada “a Virgem ‘áchyropoÏete’”(quer dizer: “Não feita por mãos humanas”), a estátua foi logo chamada “Nossa Senhora dos Milagres”, e assim continua sendo, pois ela obtém inúmeros milagres aos peregrinos que chegam para rezar diante dela.

A peregrinação a Notre Dame des Miracles (Nossa Senhora dos Milagres), de Saint-Maur des Fossés (Val-de-Marne) foi interrompida, somente em 1968, mas foi reiniciada na alvorada do 3º milênio. Dizem que, naquela época, ela foi tão importante, quanto Nossa Senhora de Lourdes é importante em nossos dias! O momento mais destacado acontece em dezembro, no sábado, à tarde, o mais próximo do dia 8 de dezembro, e os peregrinos já obtiveram inúmeros milagres, neste início do século XXI.

Fonte:

O livreto «Pèlerinage diocésain Notre Dame des Miracles» (Peregrinação diocesana Nossa Senhora dos Milagres)

Editado por Infocap: para o arcebispado de Créteil

ASSINE NOSSA NEWSLETTER