UM MINUTO COM MARIA

A imagem de Nossa Senhora de Guadalupe surgiu totalmente incólume

Em 14 de novembro de 1921, o pedreiro Luciano Pérez, anarquista espanhol, depositou um arranjo de flores sobre o altar, diante da Imagem. O povo admirou a piedade… Mas às 3 horas da noite, deu-se uma violentíssima explosão. As flores escondiam uma carga de dinamite.

A violenta explosão destruiu o altar de mármore, todos os vasos e castiçais, os vitrais da basílica e os vidros dos prédios vizinhos. Hoje, um pesado Crucifixo de bronze, que estava diante da Imagem, conserva-se exposto: quebrado e entortado. Mas, a “tilma” (o poncho, a capa do índio, hoje São Juan Diego) com a Imagem de Nossa Senhora de Guadalupe nada sofreu; ficou totalmente ilesa desta explosão, cujo epicentro estava a seus pés!

Seis anos após o aparecimento da Virgem em Guadalupe, em 1531, já havia nove milhões de convertidos entre os nativos. Os sinais prodigiosos deixados pela Virgem de Guadalupe atestam a importância do lugar: a preservação da “tilma” de Juan Diego, as rosas colhidas no inverno, e levadas no manto, o significado dos símbolos, as surpreendentes imagens refletidas nos olhos, os aspectos milagrosos e, absolutamente, não reproduzíveis da imagem, que não contêm nenhum pigmento, ainda desafiam a ciência de hoje…

L’équipe de Marie de Nazareth

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

PALAVRA DO BISPO

Dom Romualdo

Bispo de Porto Nacional (TO)

Agenda Diocesana

abril 2021

dom seg ter qua qui sex sáb
1
2
3
4
5
6
7
  • Forania de…
8
9
10
11
12
  • Assembleia…
13
14
15
16
  • Voo: LA 45…
17
18
  • Diaconato
19
20
  • Forania Ta…
21
  • Forania Ca…
22
23
24
25
26
27
28
29
  • Pastoral d…
30

FACEBOOK

Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This