VATICANO

VATICANO

CNBB

REGIÃO NORTE 3

Abraço do Papa ao cardeal de Manila. Solidário com o sofrimento do povo filipino, sugere “a oração do porquê”, invocando a ternura do Pai dos Céus perante uma desgraça “excessiva”

2013-11-22 Rádio Vaticana

Ainda ontem à tarde, pelas 16 horas (antes de deixar o Vaticano para a visita ao mosteiro do Aventino), o Papa Francisco teve na basílica de São Pedro, um outro encontro muito sentido com a Comunidade dos Filipinos residentes em Roma, liderados pelo cardeal Tagle, arcebispo de Manila.

O Papa procedeu à bênção de um mosaico representando São Pedro Calungsod (que viveu no século XVII), catequista católico filipino, mártir, proclamado santo por Bento XVI, em outubro do ano passado. Seguiu-se depois, na basílica de São Pedro, uma missa para toda a comunidade filipina, presidida pelo cardeal de Manila.

Este breve encontro foi também ocasião para o Santo Padre manifestar uma vez mais a sua solidariedade com a população das Filipinas, tão duramente atingida pelo tufão que provocou milhares de mortos e muitos mais feridos e desalojados.

In questi giorni sono molto vicino al vostro popolo. E ho sentito che la prova era forte, troppo forte! Ma ho anche sentito che il popolo era forte!…

Reconhecendo que a tragédia ocorrida foi de facto gravíssima, demasiado forte, o Santo Padre declarou ter ouvido também dizer que o povo filipino é muito forte. E observou que, “neste momento de sofrimento”, a oração mais útil é “a oração do porquê”. Como as crianças perguntam sempre aos pais, “porquê?” – contentando-se com a presença amiga de quem lhes dá segurança, assim também nós, nos momentos de aflição, podemos clamar para Deus – Porquê? – de modo a atrair sobre nós a ternura do Pai dos céus…

Sem pedir explicações, pedir simplesmente ao nosso Pai que olhe para nós. Também eu vos acompanho, com esta oração do porquê.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER