Notícias Diocesanas

Cerimônia marca abertura da 53ª Assembleia da CNBB.

Dom Romualdo Matias, falou ao nosso site, logo após a abertura da assembleia: Hoje estamos iniciando mais uma Assembleia  anual da CNBB – 53ª.  Com muita esperança aguardo os iluminantes resultados,  principalmente na área da pastoral no contexto da nossa “pós-modernidade”. Estou contando com a vossa oração.
Bênçãos.

 “Quero uma Igreja missionária, solidária e que saiba ouvir!”, com esse refrão cantado pela Assembleia, os bispos do Brasil deram início, em Aparecida (SP), ao 53º. Encontro do episcopado do país. O arcebispo de Aparecida (SP) e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal dom Raymundo Damasceno pediu as bênçãos para os trabalhos que se realizarão de hoje, 15, até o dia 24 de abril.

 Dois objetivos dessa assembleia foram previamente anunciados pela CNBB: revisão das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora no Brasil, a ação dos leigos na Igreja e as eleições gerias para os serviços da presidência e das comissões episcopais. Além disso, serão eleitos os delegados da Conferencia para o Sínodo dos Bispos e do Conselho Episcopal Latino Americano. As eleições, desta vez, serão feitas por meio de urnas eletrônicas.

O prefeito da cidade de Aparecida, Antônio Marcio de Siqueira, e o reitor do Santuário Nacional, padre João Batista de Almeida, deram suas palavras de boas-vindas aos bispos. “Gostaríamos de convidar os senhores para fazer uso do teleférico para ir rezar no Morro do Cruzeiro”, acrescentou o reitor.

Evangelização dos leigos

Dom Giovanni d’Aniello, Núncio Apostólico no Brasil. Ele agradeceu o convite e a hospitalidade dos bispos. “Obrigado a todos aqueles que nesses dias que, durante esses dias, tomarão conta de nós”. Ele retransmitiu um abraço especial do Papa Francisco. “Lembramos os 50 anos da conclusão do Concílio Vaticano II”, afirmou o Núncio. Lembrou ainda a realização do Sínodo Ordinário deste ano sobre a Família.

O Núncio também chamou atenção para um dos temas dessa assembleia, a participação dos leigos, na Igreja, e confirmando que o cristão leigo enfrenta o mundo dando razões da sua própria esperança. Dom d’Aniello enumerou os campos de apostolado dos leigos: “a educação, a assistência, social, o progresso cientifico e a política”. A evangelização dos leigos constitui um grande desafio pastoral, lembrou o Núncio. “O cristão leigo exerce uma ação apostólico que lhe é peculiar” e não somente um trabalho complementar ao dos ministros ordenados, disse o representante diplomático do Papa.

Dom Damasceno finalizou as intervenções a abertura da assembleia. Ele esclareceu que a assembleia dos bispos do ano passado decidiu que par ao próximo quadriênio não serão inteiramente novas, mas profundamente renovadas principalmente à luz da Encíclica Evangelii Gaudium e das palavras do papa Francisco durante a Jornada Mundial da Juventude realizada no Rio de Janeiro em julho de 2013.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

PALAVRA DO BISPO

Dom Romualdo

Bispo de Porto Nacional (TO)

Agenda Diocesana

abril 2021

dom seg ter qua qui sex sáb
1
2
3
4
5
6
7
  • Forania de…
8
9
10
11
12
  • Assembleia…
13
14
15
16
  • Voo: LA 45…
17
18
  • Diaconato
19
20
  • Forania Ta…
21
  • Forania Ca…
22
23
24
25
26
27
28
29
  • Pastoral d…
30

FACEBOOK

Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This