VATICANO

VATICANO

CNBB

REGIÃO NORTE 3

Com Maria, Mãe da Igreja, em Qaraqosh

Mulheres cristãs iraquianas que estão reconstruindo suas vidas, após a ocupação do Estado Islâmico, foram convidadas a participar de uma reunião de três dias, para receber apoio espiritual. O evento ocorreu entre 27 e 29 abril de 2018, em Qaraqosh (Iraque), inspirado na festa da bem-aventurada Virgem Maria, Mãe da Igreja, recentemente adicionado ao calendário da Igreja.

Roni Momika, ordenado sacerdote, depois de fugir do Qaraqosh, no momento em que o Daech (ISIS) tomou o poder, em 2014, reúne-se, uma vez por semana, com um grupo de mulheres, na Igreja Santo Efraim, em Qaraqosh. A Igreja fora incendiada e vandalizada pelo Estado islâmico, e está recuperando a vida como paróquia. Ele explica: Tudo é difícil, aqui, mas nós queremos recuperar as mulheres, antes de reconstruir as casas, porque, se restauramos, inicialmente, as mulheres, então poderemos revigorar as crianças, em seguida, as famílias, e depois, toda a comunidade.

Antes da guerra, Qaraqosh tinha cerca de 50.000 habitantes. Cerca de 20.000 pessoas retornaram, após a liberação da cidade, em 2016, sendo que, a maioria delas pertence ao rito católico siríaco. Um ícone especial de Maria foi criado, para lembrar aquele momento, representando a Virgem com as vestes tradicionais das mulheres de Qaraqosh. O Estado Islâmico queimou a pedra, mas não pode queimar a alma, nem o cristianismo, nem a nossa fé em Jesus Cristo e na sua Mãe, a Virgem Maria. Esta é a nossa mensagem, a declarar o Padre Momika

Elise Harris
Bagdad, Irak, em 2 de maio de 2018 / 13:52 (CNA / EWTN News)

ASSINE NOSSA NEWSLETTER