Sem categoria

Curso debate direitos humanos e relações étnico-raciais

“Animação missionária, Direitos Humanos e Relações étnico-raciais” é tema de estudo do 3º Encontro de Formação para Coordenadores de Conselhos Missionários Diocesanos, Paroquiais e Agentes de Pastoral Afro-brasileira. A formação reúne em Brasília (DF) 50 lideranças. Trata-se de uma iniciativa do Centro Cultural Missionário (CCM) em colaboração com o Conselho Missionário Nacional (Comina).

O estudo conta com a assessoria da Pastoral Afro-brasileira da CNBB e do Instituto de Filosofia Berthier (Ifibe), de Passo Fundo (RS). As atividades começaram na terça-feira, 12, com a reflexão feita pelo diretor geral do Ifibe, padre José André da Costa. “Esse curso é um resgate da nossa identidade cultural, social e econômica, com um recorte da africanidade. Por isso, é muito importante discutir os conceitos e concepções, a cultura e a história africana”, explicou padre José. “Precisamos acabar com a guerra, a escravidão, o genocídio, o racismo na sua face de xenofobia e a desqualificação, para respeitar a alteridade”, completa.

A formação apresentada tem sido muito útil aos participantes, como afirma a pedagoga Maria Auxiliadora Lopes, que colabora com a Pastoral Afro-brasileira.  “Acho importante esse reflexão na Igreja por que nela estão os formadores de opinião”.

O coordenador nacional da Pastoral, padre Jurandyr Azevedo Araújo, também participa do curso e aborda o tema “Missão e alteridade: reconhecimento e fraternidade”.

Segundo o diretor do CCM, padre Estêvão Raschietti, essa temática é fundamental para a missão. O religioso conta que desde o Concílio Vaticano II a Igreja recorda o que é necessário para a promoção da paz no mundo. “Reconhecer os outros e promover laços de fraternidade. Eu posso reconhecer as pessoas sem promover a fraternidade, mas como posso promover a fraternidade sem reconhecer as pessoas?”, questiona. Ele completa, dizendo que é preciso trabalhar o sentido de igualdade, mas também o sentido de diferença. “Precisamos respeitar as diferenças e criar relações que sejam construtivas. Isso tem a ver com os direitos humanos e relações étnico-raciais”.

 A programação do curso se estende até sexta, 15 de novembro, na sede do CCM.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

PALAVRA DO BISPO

Dom Romualdo

Bispo de Porto Nacional (TO)

Agenda Diocesana

abril 2021

dom seg ter qua qui sex sáb
1
2
3
4
5
6
7
  • Forania de…
8
9
10
11
12
  • Assembleia…
13
14
15
16
  • Voo: LA 45…
17
18
  • Diaconato
19
20
  • Forania Ta…
21
  • Forania Ca…
22
23
24
25
26
27
28
29
  • Pastoral d…
30

FACEBOOK

Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This