VATICANO

VATICANO

CNBB

REGIÃO NORTE 3

Diocese de Porto Nacional Celebra 100 Anos de História e Evangelização

A Diocese de Porto Nacional viveu nesse último domingo (12), mais uma belíssima página da sua história, a celebração do Centenário. Tudo teve início com a III Jornada Diocesana da Juventude, as 8h00, na Paróquia do Divino Espírito Santo em Porto Nacional. As 12h30, no aeroporto local, houve a acolhida do Representante do Papa no Brasil, Dom Giovanni D’Aniello, que foi acolhido pelo Bispo Diocesano, Dom Romualdo Matias, pela Vice Governadora do Estado, Cláudia Lélis e o Prefeito de Porto Nacional, Otoniel Andrade, Senador Vicentinho e o seu filho, Deputado Federal, Vicentinho Jr, o Vereador Miúdo, Representante da Câmara Municipal, ainda estiveram presentes outras autoridades e religiosos. À tarde, o Núncio Apostólico visitou os jovens participantes da Jornada Diocesana da Juventude. Onde deixou uma mensagem de fé, encorajamento e esperança. Ele foi recepcionado pelo Pároco, Pe. Jakson. Participaram desse momento o Bispo Dom Romualdo, O Vigário Geral, Pe. Valdemir,  o Moderador da Cúria, Pe. Paulo Sérgio, o Coordenador Diocesano de Pastoral, Pe. Eldinei. Às 18h, aconteceu um coquetel no Seminário para os Padres e Autoridades.

O momento mais esperado era a Santa Missa, que iniciou às 20h00, e foi presidida pelo Sr. Núncio, Dom Giovanni. Antes do início da celebração, Dom Romualdo deu as boas vindas ao Núncio, aos Bispos, aos Sacerdotes, Religiosos e Religiosas e às Autoridades civis . Na sua fala Dom Matias fez um breve relato recordando seus predecessores: “Quero neste momento solene, fazer memória dos Bispos Domingos, Alano, Celso e Gusmão, eles muito contribuíram para o bom êxito da nossa Diocese. “Estou muito feliz de viver esse momento histórico como Bispo de Porto Nacional, cidade de um povo bom e humilde”. E finalizou: “Tenhamos um olhar para o futuro, sem perder a nossa identidade histórica”. Na sua homilia, Dom Giovanni destacou a importância da celebração e a alegria de estar em Porto Nacional:” cheguei aqui para estar com vocês, embora seja breve a minha passagem, mas quero estar perto de vocês, prefiro falar sem o discurso que preparei, porque assim falo de coração para coração”. E concluiu:” É preciso colocar Jesus no centro da nossa vida, Ele não é somente uma esperança, mas uma certeza”. Toda a celebração foi marcada pela presença de fiéis de outras paróquias e várias representações recordando a presença dos 5 bispos. Ao final da missa, o Pároco da Catedral, Pe. Pedro fez seus agradecimentos, iniciando com uma citação bíblica: “Não há nós Senhor, mas tudo por vós”. Ele agradeceu ao Núncio, Dom Romualdo, aos Bispos, aos Sacerdotes, as Autoridades e o povo de Deus. Agradeceu de modo particular os Padres Eldinei e Paulo Sérgio, membros da Comissão Organizadora.

Participaram da missa, os Bispos Dom Pedro (Palmas), Dom Geovane (Tocantinópolis), Dom Philip ( Miracema) Dom Rodolfo e Heriberto (O titular e o Emérito de Cristalândia), Dom Geraldo (Emérito de Porto Nacional), Dom José Moreira (Januária – MG), Dom José (Bispo Emérito de Cárcere – MT), Dom Dominique (Conceição do Araguaia – PA) e o Cardeal Dom Cláudio Hunes (Arcebispo Emérito de São Paulo e Bispo da Comissão da Amazônia da CNBB). Participaram ainda o Clero de Porto e Sacerdotes de outras Dioceses. A missa contou com uma grande multidão, aproximadamente 5 mil pessoas.  Após a missa, aconteceu um grande show com o Pe. Alessandro Campos, que agradeceu muito o Dom Romualdo, Pe. Pedro, Pe. Valdemir, Pe. Paulo Sérgio, Pe. Eldinei, Pe. Tiago e Odilon. Também agradeceu ao Prefeito de Porto Nacional, Otoniel Andrade. Dom Romualdo fez questão de agradecer também ao Prefeito de Porto Nacional. O Show foi marcado pelo grande sucesso, o que é que sou sem Jesus, além de outras canções religiosas, o Pe. Alessandro cantou canções clássicas de Milionário e José Rico, cantou ainda as mocinhas da cidade, levando o público a vibrar, dançar, envolver e participar. O Show teve a participação de mais de 20 mil pessoas.  A página da Diocese de Porto Nacional continua aberta para reescrever  história de anúncio, missão e vivência do Evangelho.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER