Notícias Diocesanas

Dom Romualdo Participa dos Festejos de São Francisco de Assis, em Alvorada.

Dom Romualdo Matias, celebrou na noite de ontem (25), às 20h00, a Missa de abertura oficial dos festejos de São Francisco de Assis, em Alvorada­­-TO, no Sul do Estado. Na homilia, Dom Romualdo falou sobre a vaidade que nos impede de viver o projeto de Deus em nossa vida: “Quando a pessoa é cheia de si, não tem a capacidade de transcender, isto é, de chegar até Deus”. O Bispo, ainda enfatizou o exemplo de vida de São Francisco, “Esse Santo viveu em um período de decadência espiritual dentro da Igreja, Francisco é um modelo de esperança e conversão para todos os cristãos”. E concluiu, “Desejo força na continuidade dos festejos e firmeza na fé”. A missa foi concelebrada pelos Padres Jucimar (Pároco de Alvorada), Eldinei (Coordenador Diocesano de Pastoral). Houve uma grande participação dos fiéis. Antes da missa, aconteceu a tradicional busca e levantamento do mastro, em seguida houve as apresentações musicais da Banda da PM de Gurupi. Ao final da missa, o Pe. Jucimar agradeceu a presença de Dom Romualdo e do Pe. Eldinei. “Muito obrigado pela presença, ela fortalece nossa comunhão e unidade”.  O tema geral desse ano é esse: “Aquilo que nos une é mais forte do que aquilo que nos separa”. Todas as noites acontecem leilões e quermesse.

História

Giovanni di Pietro di Bernardone, mais conhecido como São Francisco de Assis ( Assis, 5 de Julho de 1182  3 de outubro de 1226), foi um frade católico da Itália. Depois de uma juventude irrequieta e mundana, voltou-se para uma vida religiosa de completa pobreza, fundando a ordem medicante dos Frades Menores, mais conhecidos como Franciscanos, que renovaram o Catolicismo de seu tempo. Com o hábito da pregação itinerante, quando os religiosos de seu tempo costumavam fixar-se em mosteiros, e com sua crença de que o Evangelho devia ser seguido à risca, imitando-se a vida de Cristo, desenvolveu uma profunda identificação com os problemas de seus semelhantes e com a humanidade do próprio Cristo. Sua atitude foi original também quando afirmou a bondade e a maravilha da Criação num tempo em que o mundo era visto como essencialmente mau, quando se dedicou aos mais pobres dos pobres, e quando amou todas as criaturas chamando-as de irmãos. Alguns estudiosos afirmam que sua visão positiva da natureza e do homem, que impregnou a imaginação de toda a sociedade de sua época, foi uma das forças primeiras que levaram à formação da filosofia da Renascença.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

PALAVRA DO BISPO

Dom Romualdo

Bispo de Porto Nacional (TO)

Agenda Diocesana

julho 2021

dom seg ter qua qui sex sáb
1
2
  • Presbitera…
3
4
5
6
7
8
9
  • Ordenação …
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

FACEBOOK

Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This