Destaque Notícias Diocesanas

Dom Romualdo Preside Missa Solene da Padroeira do Estado do Tocantins, em Natividade

O Bispo Diocesano de Porto Nacional – TO, Dom Romualdo Matias presidiu na noite de ontem (08), a Missa Solene de Nossa Sra da Natividade, Padroeira do Estado do Tocantins, em Natividade – TO. Na homilia ele enfatizou a importância de Maria para a história da salvação: “A Natividade de Nossa Senhora já  está anunciando a chegada do Salvador, o nascimento de Maria e depois o de Jesus é expressão da misericórdia de Deus para conosco”. E finalizou: “Mesmo em meio a Pandemia de Covid 19, Deus nunca abandona o seu povo, sabemos que o fundamentalismo da letra da lei mata o espírito”. Dom Matias ainda rezou pelas autoridades civis, pedindo a paz e prosperidade. E concluiu: “Vale a pena estudar e aprofundar sobre o nascimento de Maria, ela não é uma mulher comum, ela é a Mãe de Jesus, como dizia os grandes líderes da espiritualidade, com Maria vamos até Jesus”. O Pe. Marquinélio fez o agradecimento geral, “Sou muito grato com o nosso novenário, ele foi uma bênção de Deus, com todas provações, nossa Mãe da Natividade continua conosco,  obrigado Sr. Bispo, Mons. Joatan, Pe. Eldinei e toda comunidade”. Já o Pe. Eldinei Carneiro, agradeceu ao Governo do Estado do Tocantins (Mauro Carlesse), as secretarias de Turismo (Tom Lyra) e Secom (Elson Mendes) e ainda a TV Assembleia (Dep. Est. Toinho Andrade)  e os patrocinadores da Sil TV/ Band e Rádio Mais FM 95, 90. E conclui: “Muito gratificante servir a Igreja através da evangelização pelos meios de comunicação, obrigado aos colaboradores da nossa Pascom”.

A missa foi concelebrada pelo Pároco da Paróquia Nossa Sra da Natividade, Pe. Marquinélio Rodrigues, Pe. Joatan Bispo de Macedo, cooperador da Paróquia e Pe. Eldinei Carneiro, Pároco da Paróquia Santo Antônio de Gurupi. Aproximadamente 500 fiéis participaram da missa respeitando as recomendações das autoridades de saúde e o decreto do município. A celebração foi transmitida ao vivo pela TV Assembleia (Palmas), Sil TV/Band (Gurupi), Rádio Mais 95,90 (Gurupi), Rádio Porto FM 87,90 (Porto Nacional), Facebook da Paróquia Nossa Senhora da Natividade, Facebook da Diocese de Porto Nacional, YouTube, Instagram , Facebook da Paróquia de Santo Antônio de Gurupi, Porto Mídia e Portal Atitute e ASCCUNA na colaboração fotográfica.

História

Como a palavra Natal, Natividade significa nascimento. Em Portugal, ficou reservada para indicar o nascimento da Virgem Maria. A igreja Católica celebra o nascimento da mãe de Jesus desde o ano 33 da era cristã. A festa de Nossa Senhora teve origem no Oriente, a Virgem Maria passa a ser comemorada no Ocidente no século VII.

A comemoração a Nossa Senhora da Natividade está relacionada à festa da Imaculada Conceição de Maria, celebrada em 8 de dezembro. Nove meses depois, comemora-se Nossa Senhora da Natividade. Esse intervalo diz respeito ao período de gestação de Maria no ventre de Santa Ana. Os devotos acreditam que Maria, como mãe de Jesus, preservada do pecado original, merece ser cultuada.

A imagem de Nossa Senhora da Natividade foi trazida, pelos jesuítas, para o norte da província de Goiás, em 1735. Foi a primeira a entrar nessa região, em embarcações pelo rio Tocantins, depois nos ombros dos escravos até o pé da serra onde se erguia o povoado denominado de Vila de Nossa Senhora da Natividade, Mãe de Deus, mais tarde São Luiz e depois Natividade. Essa imagem é a mesma, venerada, ainda hoje, na Igreja Matriz.

Com a criação do Estado do Tocantins, a população de Natividade, junto com o clero tocantinense e o recém-criado Conselho de Cultura, desenvolveu campanha para tornar a já venerada Nossa Senhora da Natividade em padroeira do Estado. Dom Celso Pereira de Almeida, bispo diocesano de Porto Nacional envia, em março de 1992, solicitação ao papa João Paulo II, expressando o desejo dos devotos de Nossa Senhora, de vê-la consagrada padroeira do seu novo Estado. Diz dom Celso: “sendo nosso povo católico, na grande maioria, e devoto de Nossa Senhora, temos, nós bispos, recebido freqüentes apelos a fim de pedirmos a Vossa Santidade se digne declarar Nossa Senhora, sob a invocação de Nossa Senhora da Natividade, padroeira principal deste Estado”

Acrescenta ainda dom Celso na sua justificativa , que os habitantes do sul do Estado “veneram com muito afeto a imagem de Nossa Senhora da Natividade, trazida para a nossa região pelos missionários jesuítas. Esta devoção é sempre viva no nosso povo”. (BRAGA, 1994, p. 14). A solicitação foi aceita pelo Vaticano e em 15 de agosto de 1992 dom Celso oficializa, durante a Romaria do Bonfim, em Natividade, Nossa Senhora da Natividade padroeira principal do Tocantins.

Texto: Padre Eldinei Carneiro

Créditos: Simone  de Natividade e Pascom da Paróquia Santo Antônio de Gurupi

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

PALAVRA DO BISPO

Dom Romualdo

Bispo de Porto Nacional (TO)

Agenda Diocesana

junho 2021

dom seg ter qua qui sex sáb
1
2
3
4
5
6
7
8
  • Formação s…
9
  • Norte3
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
  • Monsenhora…
27
28
29
30

FACEBOOK

Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This