UM MINUTO COM MARIA

“Ele rezava à Nossa Senhora com gratidão”

Na sexta-feira, 23 de março de 2018, o Tenente-coronel da gendarmaria, Arnaud Beltrame, de 44 anos, para salvar uma jovem refém de um islamita, deu a sua vida, em troca, fato ocorrido num supermercado da cidade de Trèbes, em Aude (França). O assaltante o degolou. O padre que o havia acompanhado durante a sua recente preparação para o casamento católico, que se daria em junho, dá o seu testemunho:

“Caro Monsenhor, caros irmãos e irmãs, vós todos estais a par da alegria que senti, por ter estado no hospital, junto ao Coronel Arnaud Beltrame e sua noiva, Marielle, então, já casados no civil. Estávamos reunidos, os três, como se já tivesse chegado o momento do casamento, que eu deveria abençoar muito em breve. No entanto, em vez disso, o que celebramos, foi a unção dos enfermos no local.

Louvemos ao Senhor pela força que Ele concedeu a este homem e oficial, lembrando o “gesto generoso e heroico” do tenente-coronel Arnaud Beltrame. (…) Vós conheceis a sua bela carreira militar. Porém, o mais importante, é que ele não escondia a alegria que Deus lhe concedera, quando descobriu a fé católica. Beltrame ─ conta o sacerdote, na página Famille Chretienne ─, “viveu uma autêntica conversão, em 2008, aos 33 anos de idade. Recebeu a Primeira Comunhão e a Crisma depois de dois anos de catecumenato, em 2010”. Nós falávamos muito sobre o casamento, a evangelização, sobre o demônio e outros assuntos.

Intelectualmente brilhante, ele seguiu uma preparação para o casamento, exigente, com tanta seriedade, que força a minha admiração. Arnaud era inteligente, esportista, conversador e carismático, e gostava muito de falar sobre a sua conversão ─ acrescenta. Ele nos marcou pela sua vivacidade e sua contagiante alegria. Loquaz, era quase tagarela. Às vezes, eu tinha que interrompê-lo para que Marielle pudesse se exprimir. E ele o fazia, olhando-a sorridente e carinhosamente, pois este soldado de elite se derretia diante daquela que amava.

Sua declaração sobre a intenção de se casar na igreja, casamento que eu deveria celebrar no dia 9 de junho próximo, perto de Vannes, é admirável. O texto que escreveu, apenas 4 dias antes de sua morte heroica, prova a sua adesão incondicional e fervorosa à fé católica. E ele reza, de forma particular, a Nossa Senhora, com gratidão, pede o auxílio a São Miguel e toma São José como modelo. (…)

Arnaud sabia do risco louco que corria, entregando-se como refém ao terrorista. Mas o fez, para salvar uma vida, muitas, talvez, pois este era o seu engajamento de oficial de gendarmaria e de cristão. A crença do jihadista lhe ordenava matar. A fé cristã de Arnaud o convidava a salvar, oferecendo a própria vida caso fosse preciso. (…) Então, com Arnaud, e como ele, estejamos prontos ao sacrifício de nossas vidas por amor a nossos irmãos! Aonde existe ódio, vamos colocar o amor. Onde houver dúvida, coloquemos a fé. Onde houver desespero, coloquemos a esperança. Assim seja!”

Padre Jean-Baptiste, cônego regular na Abadia Saint-Marie de Lagrasse (Aude, França),

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

PALAVRA DO BISPO

Dom Romualdo

Bispo de Porto Nacional (TO)

Agenda Diocesana

outubro 2021

dom seg ter qua qui sex sáb
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

FACEBOOK

Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This