UM MINUTO COM MARIA

Ele tinha nas mãos um Hino dedicado à Santíssima Virgem

Devoto da Santíssima Virgem, e inviolavelmente ligado à castidade, o príncipe Casimiro (santo Casimiro, padroeiro da Lituânia) subjugava suas paixões por uma vida de austeras mortificações. Em 4 de março de 1484, faleceu, em Grodno, na Polônia, atingido por tuberculose pulmonar.

Quando, em 1604, seu túmulo foi aberto, para que as exéquias fossem transportadas para a igreja, que recebera o seu nome, e que acabara de ser construída por Sigismundo III, rei da Polônia, seu corpo foi encontrado incorrupto. Em suas mãos estava um hino dedicado à Virgem Santíssima, cujos primeiros versos são: Omni die dic Mariae laudes animae [Minha alma, cada dia, dirija um canto a Maria], um dos mais belos cânticos da Idade Média, dedicado à Virgem Santíssima (Acta Sanctorum, Martii I, Parisiis, 1865).

 “A cada dia, ó minh´alma, rende homenagens a Maria, Soleniza suas festas e celebra suas virtudes resplandecentes; proclama e admira a elevação de sua alma a Deus; proclama a sua felicidade, como Mãe e como Virgem; honra-a para que ela te libere do peso de teus pecados; invoca-a para não seres arrastado pela torrente das paixões. Eu bem sei; ninguém é capaz de, dignamente, honrar Maria; insensato é, pois, aquele que se cala sobre os seus louvores; todos os homens devem exaltá-la e louvá-la de forma especial, e jamais devemos nos abster de venerá-la e de invocá-la; (…)”.

L’équipe de Marie de Nazareth

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

PALAVRA DO BISPO

Dom Romualdo

Bispo de Porto Nacional (TO)

Agenda Diocesana

outubro 2021

dom seg ter qua qui sex sáb
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

FACEBOOK

Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This