Notícias Diocesanas

Fazenda da Esperança promove Encontro

No último final de semana (13/10), aconteceu em Porto Nacional – TO, na Fazenda da Esperança a 10ª edição da Festa da Esperança, aonde milhares de adultos e jovens vindos das diversas cidades do Estado estiveram presentes.

As duas sedes da Fazenda da Esperança, a masculina de Lajeado – TO e a Feminina de Palmas – TO, também marcaram presença.

Como foco para reflexão, foi proposto o tema: Uma Família Missionária que Vive a Comunhão experimenta a alegria. Para Dom Romualdo, “nós devemos guardar a memoria de Deus em nossa vida  e que devemos recuperar essa memória”.

O Bispo falou em seu discurso sobre a “exigência do amor”, destacando que “o amor é exigente e não pensar só no eu, e sair do mundo do egoísmo, colocar Deus  em nossos relacionamentos”.

Vários testemunhos chamaram a atenção pelo fato de não ter vergonha de mostra a realidade vivenciada antes e depois de ingressa na Fazenda. A responsável pela Fazenda da Esperança Feminina de Palmas Gabriela, falou sobre seu testemunho antes e depois que ela conheceu a fazenda.

Ela de forma emocionada, falou que “eu não tive família e fui criada em um abrigo. Com 8 anos de idade fugi pra rua e lá fui morar, fui abusada e usava drogas, fui para FEBEM. Cometi delitos vários delitos. Eu era um monstro. Fui prostituta, tinha uma divida com um traficante e tive que sair com ele para pagar essa divida, e comecei a sentir fortes dores na barriga, foi aí que pedi ajuda as pessoas. Elas nos ajudaram, levavam sopa pra gente. Levaram-me ao médico, foi quando descobri que estava grávida. Queria de todo jeito tirar a criança. Foi ai fiquei mais revoltada. Quando fui pra ganhar a criança, me levaram para um hospital de freiras. Eu gritava falando pra tirarem aquilo de mim. Lembro que uma freira chegou perto de mim e começou a caricia-me e eu dizia, tira essa mão de mim, por que até então, todas as pessoas que aproxima de mim é pra me maltratar. A criança nasceu e foi levada pra adoção. Eu, voltei pro mundo das drogas, mas cada cigarro que eu fumava não tinha mais o mesmo sabor, pois, minha consciência pesava. Um dia, eu estava fumando um cigarro debaixo de uma coberta, vi uns pés pretos, era uma freira me oferendo ajuda e eu não aceitei. Dizia que eu não tinha mais jeito, mas ela insistiu um mês e falou sobre a Fazenda Esperança. Aceitei, pensando em comer e voltar pra rua. Algo diferente aconteceu. Pois lá, todos me tratavam com muito carinho e quando tive encontro com Deus, confesso que fiquei assustada por saber como é grande o seu amor por cada um de nós. Graças a Deus, faz 8 anos que estou limpa e recuperei meu filho.

A festa da Família da Família Esperança acontece anualmente, como forma de proporcionar ao reeducando o convívio com a sociedade e como forma de trocar experiências, buscando na partilha a força para buscar mudar de vida. O  encerramento foi com a Santa missa celebrada pelo Bispo Diocesano Dom Romualdo e padres da região.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

PALAVRA DO BISPO

Dom Romualdo

Bispo de Porto Nacional (TO)

Agenda Diocesana

maio 2021

dom seg ter qua qui sex sáb
1
  • Diácono Ad…
2
3
4
  • Pastoral d…
5
6
7
8
  • Crisma
9
10
11
  • Compromiss…
12
13
14
15
  • Crisma
16
  • Crisma
17
18
  • Encontro d…
19
20
21
  • Par. Divin…
22
  • Crisma
23
  • Crisma
24
25
26
27
28
29
30
31

FACEBOOK

Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This