VATICANO

VATICANO

CNBB

REGIÃO NORTE 3

Jim Caviezel: “O Rosário me ajuda a me concentrar”

Jim Caviezel, ator americano, do filme A Paixão de Cristo, declarou à CNA (Catholic News Agency), que ele havia se apoiado nas Escrituras, na missa diária e no terço para poder encarnar a santidade, no novo filme, intitulado Paulo, o apóstolo de Cristo.

O filme, lançado em 23 de março de 2018, apresenta a perseguição aos primeiros cristãos, em Roma, sob o Imperador Nero, incluindo São Paulo aprisionado, transmitindo uma mensagem de esperança no fim de sua vida. Caviezel interpreta São Lucas que, frequentemente, visita São Paulo na prisão, para lhe fazer perguntas sobre a sua história e o seu apostolado no serviço a Cristo.

O filme mostra Lucas a serviço da comunidade cristã primitiva de Roma, atuando como médico, guia espiritual e escritor. “São Lucas foi o autor que mencionou a Virgem Maria, mais do que qualquer outro escritor” ─ considerou Jim Caviezel, acrescentando: “O Rosário me ajuda a me concentrar e a rezar. Eu vou à Missa todos os dias e a Eucaristia é o Cristo em mim. (…) O que eu faço é sempre com a ajuda do Céu. Ele dirige, orienta o meu caminho e me guia. O que eu ofereço a Deus é retirado do dom que Ele me deu. E o Senhor multiplica este dom e o abençoa de uma maneira que eu jamais teria acreditado ser possível”.

Eric Groth, produtor executivo do filme, declarou à CNA: “Nós compusemos o cenário em períodos terríveis com o 1Daech e os problemas que estão acontecendo na Síria e no Oriente Médio”. O filme é dedicado aos cristãos perseguidos no mundo.

1. Grupo extremista Estado Islâmico do Iraque e do Levante (Daesh) em território sírio.

Courtney Grogan, em 28 de fevereiro de 2018, para a Catholic News Agency.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER