VATICANO

VATICANO

CNBB

REGIÃO NORTE 3

Medjugorje, um lugar de fé que atrai milhões de peregrinos

No domingo, 22 de julho de 2018, Mons. Henryk Hoser presidiu a missa solene, na paróquia franciscana de Medjugorje, que marcava o início da sua missão para a paróquia, cargo delegado pelo Papa Francisco, para aquela cidadezinha da Bósnia Herzegóvina.

Arcebispo emérito de Varsóvia – Praga, na Polônia, Mons. Hoser fora nomeado, no dia 11 de fevereiro de 2017, pelo Papa Francisco, como enviado especial da Santa Sé, para a paróquia de Medjugorje e, depois, no dia 31 de maio, festa da Visitação da Virgem Maria, como “visitador apostólico em caráter especial, para a paróquia de Medjugorje”.

O arcebispo polonês, que havia conduzido a primeira missão, em 2017, naquela pequena aldeia da Bósnia disse em sua homilia: “O Papa Francisco convidou-me para vir a Medjugorje porque o cuidado pastoral exige a garantia de um acompanhamento estável e contínuo desta comunidade paroquial e dos fiéis que vêm em peregrinação “ (…) “A missão tem, pois, um caráter exclusivamente pastoral” ─ disse, mais tarde, na sala da Santa Sé, destinada à imprensa, acrescentando que, a criação deste enviado especial era um “sinal de atenção do Santo Padre para com os peregrinos”. E referindo-se ao Evangelho evidenciou que “o Senhor nos dá um incomparável exemplo e modelo missionário”.

Mons. Hoser, não veio para questionar a autenticidade das aparições marianas, que é responsabilidade da Congregação para a Doutrina da Fé, mas que o seu objetivo é o de estar em contato com o Bispo diocesano e com os fieis, afim de desempenhar a missão “para os peregrinos e não contra qualquer pessoa que seja”. Medjugorje, aldeia inteiramente católica, da Bósnia Herzegóvina, é um local de fé que atrai milhões de peregrinos, desde 1981, data em que a Virgem Maria apareceu pela primeira vez a seis crianças croatas da Herzegóvina.

Vatican News

ASSINE NOSSA NEWSLETTER