Sem categoria

Papa: o momento é do homem, o tempo é de Deus

2013-11-26 Rádio Vaticana

Cidade do Vaticano (RV) – O homem pode acreditar ser soberano do momento, mas somente Cristo é o senhor do tempo. Foi o que disse o Papa Francisco na homilia da Santa Missa na manhã desta terça-feira, celebrada na Casa Santa Marta. O Papa indicou na oração a virtude para discernir cada momento da vida, e na esperança em Jesus, aquela para olhar para o fim dos tempos.

Dois conselhos para compreender o passar do presente e se preparar para o fim dos tempos: a oração e a esperança. A oração, junto com o discernimento, ajuda a decifrar os momentos individuais da vida e guiá-los para Deus. A esperança é o farol de longo alcance, que ilumina o último pouso, aquele de uma vida e junto – no sentido escatológico – o da final dos tempos. O Papa Francisco reflete sobre o Evangelho do dia, no qual Jesus explica aos fiéis no Templo o que vai acontecer antes do fim da humanidade, assegurando que nem mesmo a pior das tragédias deverá lançar no desespero quem crê em Deus. O Papa observa: “nesta estrada em direção do fim do nosso caminho, cada um de nós, e também de toda a humanidade, o Senhor nos aconselha duas coisas, duas coisas que são diferentes, são diversas de acordo com a forma como vivemos, porque é diferente viver no momento e diferente é viver no tempo”:

“E o cristão é um homem ou uma mulher que sabe como viver no momento e que sabe viver no tempo. O momento é o que temos em mãos agora: mas este não é o tempo, esse passa! Talvez possamos nos sentir senhores do momento, mas o engano é acreditar ser senhor do tempo: o tempo não é nosso, o tempo é de Deus! O momento está em nossas mãos e também na nossa liberdade de como vivê-lo. E mais ainda: podemos nos tornar os soberanos do momento, mas do tempo há um só soberano, um só Senhor, Jesus Cristo”.

Portanto, adverte o Papa Francisco citando as palavras de Jesus, não devemos deixar-se “enganar no momento”, porque haverá aqueles que vão se aproveitar da confusão para se apresentarem como Cristo. “O cristão, que é um homem ou uma mulher do momento, deve ter – afirma – essas duas virtudes, esses dois comportamentos para viver o momento: Oração e discernimento”: e acrescenta:

“E para conhecer os verdadeiros sinais, para conhecer o caminho que devo tomar neste momento é necessário o dom do discernimento e a oração para fazê-lo bem. Ao invés, para olhar o tempo, do qual só o Senhor Jesus Cristo é o mestre, nós não podemos ter qualquer virtude humana. A virtude para olhar o tempo deve ser dada, doada pelo Senhor: é a esperança! Oração e discernimento para o momento; esperança para o tempo”.

“E assim – conclui o Papa Francisco – o cristão se move nesta estrada, momento após momento, com a oração e o discernimento, mas deixa o tempo à esperança”:

“O cristão sabe esperar o Senhor em cada momento, mas espera no Senhor no fim dos tempos. Homem e mulher de momento e de tempo: de oração e discernimento, e de esperança. O Senhor nos dê a graça para caminhar com sabedoria, que também é um dom d’Ele: a sabedoria que no momento nos leva a rezar e discernir. E no tempo, que é o mensageiro de Deus, nos faça viver com esperança”. (SP)

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

PALAVRA DO BISPO

Dom Romualdo

Bispo de Porto Nacional (TO)

Agenda Diocesana

julho 2021

dom seg ter qua qui sex sáb
1
2
  • Presbitera…
3
4
5
6
7
8
9
  • Ordenação …
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

FACEBOOK

Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This