Notícias Diocesanas

Paróquia de Dianópolis Realiza Translado dos Restos Mortais do Pe. Rubens.

A Paróquia de São José de Dianópolis realizou no último sábado, 17, o translado dos restos mortais do Padre Rubens Almeida Gonçalves do cemitério rural para a capela de São Antônio, no Setor Cavalcante. Além dos familiares, outras comunidades da Diocese de Porto Nacional também estiveram presentes, entre elas, a Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Campos Belos-GO.

Emocionada, a família acompanhou a exumação no início da manhã e participou da Missa presidida pelo Bispo, Dom Romualdo Matias Kujawski.

Além do Pároco de Dianópolis, Padre Gleibson Moreira Almeida, co-celebraram os Sacerdotes, Padre Divino Rodrigues Maciel (Figueirópolis), Padre Dorivan Ribeiro Pinto (Combinado), Padre Iraçon José Ferreira (Campos Belos-GO), Padre Joaquim Mizahel da Silva (Taguatinga) e os Diáconos Beno Kerkhoven (Alvorada) e Lenivaldo José da Silva (Almas).

Homilia

Na reflexão, Dom Romualdo pontuou alguns aspectos relacionados a missão de Ser Sacerdote. Iniciou falando que para Cristo não importam os títulos e posses adquiridas durante a vida. “Ele vai perguntar: como você foi testemunha de mim? Sabemos que esta unção ultrapassa a nossa compreensão humana. Padre Rubens entendeu a sua missão sacerdotal”, ressaltou.

O Bispo lembrou ainda de D. Maria de Belito, do quão era uma pessoa acolhedora e da sua relação com o filho.

Sobre o perdão, falou da importância de se perdoar aos inimigos. Padre Rubens ainda expressou o perdão ao seu assassino. “O maior testemunho que damos é quando conseguimos perdoar os nossos inimigos. Este ato de perdão, com certeza, o aproximou ainda mais de Jesus”, afirmou.

Ao final da homilia Dom Romualdo fez um apelo: “Peço a comunidade que em suas orações, reze sempre uma Ave-Maria na intenção do Padre Rubens”, concluiu.

Histórico

O Padre Rubens Almeida Gonçalves, foi o primeiro filho de Dianópolis a receber o sacramento da Ordem, em 2004. Exerceu o sacerdócio por seis anos. Foi assassinado aos 35 anos, em Maio de 2010, na cidade de Campos Belos –GO, sua segunda Paróquia. Antes, foi Pároco na cidade de Alvorada-TO.

Na ocasião da sua morte, a tia e mãe adotiva, Maria de Belito – como era conhecida – veio a óbito ao saber da notícia. Mãe e filho foram velados juntos e, depois, sepultados em um cemitério rural do município de Dianópolis.

Cinco anos após esta irreparável perda, em comum acordo a comunidade católica de Dianópolis, os familiares do Padre Rubens e o Bispo, Dom Romualdo, fizeram o translado dos restos mortais para o subsolo da capela de Santo Antônio. Local onde ele vivenciou suas primeiras experiências na caminhada na vida da Igreja, amparado pela sua mãe, Maria de Belito.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

PALAVRA DO BISPO

Dom Romualdo

Bispo de Porto Nacional (TO)

Agenda Diocesana

março 2021

dom seg ter qua qui sex sáb
1
  • Retiro dos…
2
3
4
5
6
7
8
9
10
  • Forania de…
11
12
13
14
15
16
17
18
  • Freiras
19
20
  • Congresso …
21
  • Congresso …
22
23
  • Forania de…
24
  • Forania de…
25
26
27
28
29
30
31

FACEBOOK

Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This