Sem categoria UM MINUTO COM MARIA

Uma gruta de Lourdes no Marrocos

Na época da Primeira Guerra Mundial, o Marrocos estava sob o protetorado francês e os franceses que lá viviam eram, em sua maioria, cristãos. Porém, durante os anos de guerra, não se podia mais atravessar o Mediterrâneo, pois os submarinos alemães destruíam os navios, impossibilitando, entre outras ações, as peregrinações de Marrocos a Lourdes.

Então, no exterior de Casablanca (capital econômica do Marrocos) construiu-se um santuário chamado Notre-Dame-de-Lourdes (Nossa Senhora de Lourdes), com uma gruta idêntica à de Lourdes, que se encontra nos Pirineus franceses. Assim, as mães dos soldados, que estavam nas trincheiras, encontraram um lugar para se confiar a Maria.

Na mesma ocasião, os Padres Franciscanos construíram, naquele local, uma igreja subterrânea, acima da qual seria erguida, futuramente, uma grande igreja. A obra teve início em 1952 e foi concluída em 1958. A independência chegou neste decurso. A paróquia usufruiu de grande vitalidade nas décadas de 1950 e 1960. A partir da década de 1970, e com a influência do Marrocos nas empresas e nas terras, a igreja começou a ficar vazia, porque os estrangeiros começaram a deixar o Marrocos.

A presença dos franciscanos foi diminuindo gradativamente, mas nos anos 2000, com a chegada do primeiro padre africano, que coincidiu com o afluxo de estudantes subsaarianos que frequentavam a paróquia, um novo ímpeto foi dado a esta comunidade católica.

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

PALAVRA DO BISPO

Dom Romualdo

Bispo de Porto Nacional (TO)

Agenda Diocesana

agosto 2020

dom seg ter qua qui sex sáb
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
  • Presbítero…
25
26
27
  • Crisma
28
  • Obra de Ma…
29
30
31

FACEBOOK

Assine a nossa newsletter

Assine a nossa newsletter

Junte-se à nossa lista de correspondência para receber as últimas notícias e atualizações de nossa equipe.

You have Successfully Subscribed!

Share This